Um pouco sobre a filosofia do Hara 


hara_line2

1° parte





 

 O texto que se segue faz parte do livro Luz Emergente de Bárbara Ann Brennan (ex-cientista da nasa).

 

Este texto esclarece a nós praticantes de Aikido, particularidades sobre Hara, Tan Tien ou ponto 1 e como se relacionam com o Ser incompleto. Isto nos interessa pois esta consciência pode alterar a condução pessoal de cada treino.

 

Este texto é para você sobre o Tatame, se alto-descobrindo e ampliando sua consciência em todos níveis, em todos os corpos para melhor interagir no Dojo e na vida:

 

O Nivel Hárico: O Nível da Nossa Intenção,

do Nosso Propósito

 

O nível hárico é um salto quântico mais profundo na nossa natureza, e unia dimensão mais profunda do que a aura.

 

O nível hárico é o alicerce sobre o qual se apóia a aura. Eu o chamo de nível hárico porque ele é o nível onde está o hara. Hara é definido pelos japoneses como o centro de poder que se situa no ventre. Enquanto a aura está relacionada com a sua personalidade, o nível hárico está relacionado com as suas intenções. Ele corresponde à missão da sua vida ou à sua meta espiritual mais profunda. Ele é o nível do seu objetivo maior na encarnação e dos seus objetivos num dado momento. É aqui que você abriga e mantém as suas intenções.








Dan_Tiens(1)

O nível hárico é muito mais simples do que o campo áurico, que tem uma estrutura muito complicada. (Ver Figura 2-1.) Ele consiste em três pontos dispostos ao longo de uma linha semelhante a um feixe de laser situado sobre a linha central de nosso corpo. Esse nível tem cerca de um centímetro de largura, e se estende desde um ponto situado cerca de um metro acima da cabeça até o centro da Terra. O primeiro ponto acima da cabeça parece um funil invertido. Sua extremidade larga, voltada para baixo, tem apenas cerca de um centímetro de largura. Ele representa a nossa primeira individuação fora da divindade, o momento em que pela primeira vez nos individualizamos a partir de Deus, para encarnar. Ele também encerra a função da razão e o motivo pelo qual encarnamos. É através desse local que nos ligamos à nossa realidade espiritual superior. Chamo esse local de ponto de individuação ou ponto 1D.

 

Se seguirmos a linha laser, até a parte superior do peito, encontraremos o segundo ponto. Trata-se de uma luz bela e difusa que corresponde às nossas emoções. Aqui, mantemos o nosso anseio espiritual, o sagrado anseio que nos conduz pela vida. Ele traz em si a paixão que sentimos ao realizar grandes coisas em nossa vida. Esse anseio é muito específico, e diz respeito à missão de nossa vida. Queremos cumpri-la. É isso o que desejamos fazer mais do que qualquer outra coisa na vida. É para isso que viemos ao mundo. Esse é o anseio que cada um de nós traz dentro de si, que nos faz sentir por que estamos aqui. Chamo esse ponto de sede do anseio da alma, sede da alma ou SA.

 

O   próximo ponto da linha é o tan tien, como é chamado pelos chineses. Ele é o centro a partir do qual todos os praticantes de artes marciais se movimentam quando lutam.   E a partir desse centro que os praticantes de artes marciais obtêm energia para quebrar blocos de concreto. Ele parece uma esfera de força ou o centro da existência, com cerca de seis centímetros de diâmetro. Esse centro está localizado cerca de seis centímetros abaixo do umbigo.

 

Ele é envolvido por uma espessa membrana e, por isso, pode se parecer um pouco com uma bola de borracha. Sua cor pode ser dourada. Esse é um centro de vontade, é o seu desejo de viver no corpo físico. Ele dá o tom para se manter o corpo físico num estado de manifestação física.

 

É com a sua vontade e com esse tom que você criou um corpo físico a partir do corpo da sua mãe, a Terra. É a partir desse centro que os curadores podem também fazer contato com uma grande energia para regenerar o corpo, desde que o curador assente a linha hárica no fundo, no núcleo fundido da Terra. Quando a linha hárica dos curadores penetra fundo na Terra, eles podem gerar uma grande energia. Quando usado para a cura, o Tan Tien pode adquirir uma cor vermelha viva, esquentar muito. Isso é o que significa estar ligado à Terra no nível hárico. Quando isso acontece e o Tan Tien fica vermelho, os curadores sentem intenso calor por todo o corpo.

 

Quando a sua intenção é bem definida no nível hárico, os seus atos nos níveis áurico e físico lhe proporcionam prazer. Ao longo deste livro, vamos analisar a disfunção no nível hárico (isto é, seu propósito e sua missão na vida) e sua relação com a saúde. Por exemplo: doenças podem ser causadas por objetivos obscuros, confusos ou conflituosos, ou por uma perda de contato entre o individuo e a missão da sua vida.

 

Muitas pessoas, especialmente nos países modernos e industrializados do mundo, sentem um grande sofrimento espiritual porque não sabem que têm um propósito na vida.

 

Elas não compreendem por que  estão sofrendo, e não sabem que existe cura para esse tipo de dor espiritual. A falta de ligação com o propósito mais profundo de suas vidas manifesta-se no nível hárico, e elas podem ser curadas nesse nível.

 

              continuando pg. 457 do mesmo livro: 
haralinha8

 

O Hara existe numa dimensão mais profunda do que o campo áurico. Ele existe no nível da intencionalidade. Trata-se  de uma área de poder dentro do corpo físico que contêm o  Tan Tien. Foi com esta nota que você puxou o seu corpo físico a partir da Mãe Terra. É essa nota que torna possível a manifestação física do seu corpo. Sem essa nota, você não teria um corpo. Quando você muda essa nota, todo o seu corpo vai mudar. Seu corpo é uma forma gelatinosa que se mantém  unida por meio dessa nota. Essa nota é o som que o centro da Terra produz.

 

A linha do hara liga-se a um ponto situado na parte superior do peito, que eu chamo de sede da alma. Às vezes, ele é chamado de coração superior e confundido com um chakra, coisa que ele não é. A sede da alma tem o aspecto de uma fonte de luz difusa que jorra em todas as direções. Ela geralmente tem de uma a duas polegadas de diâmetro mas, com a meditação, pode expandir-se e chegar a um diâmetro de 4,5 metros.

 

Aqui, carregamos nossos anseios espirituais que nos orientam na vida. Dentro dela, podemos encontrar tudo o que ansiamos ser, fazer, ou tudo aquilo em que nos tornamos, desde as menores coisas ou os mais breves momentos da nossa vida até a mais ampla escala vital. A linha do hara continua a descer em direção ao Tan Tien, na parte inferior do abdômen. O Tan Tien está localizado a cerca de quatro centímetros abaixo do umbigo. Ele tem aproximadamente quatro centímetros de diâmetro e não muda de tamanho. Ele se parece um pouco com uma bola oca de borracha, por ter uma membrana.

 

Conforme Heyoan disse, o tom dessa nota é que possibilita a manifestação do nosso corpo físico. Essa nota é um harmônico do som emitido pelo núcleo fundido da Terra. Os curadores usam esse ponto como uma maneira de se ligarem a uma grande quantidade de energia. Ela os Liga à fonte de poder da Terra. O conceito de som sustentando a forma no mundo físico foi discutido no Capítulo 9. Nesse caso, a nota é mais do que um simples  tom que possa ser ouvido através da percepção auditiva normal. Em vez disso, essa nota também existe na faixa da Percepção Sensorial Superior. Penso que ela signifique ainda mais que isso, mas ainda não sei o que seja. A coisa mais parecida com isso que já ouvi na faixa sonora normal é o grito que um mestre em karatê emite ao quebrar tijolos ao meio com um golpe leve. A linha do hara continua a descer a partir do tan tien e prossegue rumo ao centro do âmago da Terra. Aqui, estamos ligados à Terra e ao som que é o seu centro.

 

Aqui, novamente, o som significa mais do que apenas som. Ao contrário, ele provavelmente se refere a uma fonte de vida em vibração. Ligando-nos ao centro da Terra, a partir da linha do hara, podemos sincronizar as pulsações do nosso campo áurico com aquelas do campo magnético da Terra e, portanto, absorver energia do campo áurico da Terra.

 

Uma linha do hara saudável está localizada na linha central do corpo, e é reta, bem formada, energizada, e está firmemente ligada ao âmago da Terra. Cada um dos três pontos situados ao longo dessa linha estão equilibrados, alinhados e firmemente ligados uns aos outros ao longo da linha do hara. As pessoas com a configuração apresentada na Figura 17-1 são saudáveis, determinadas em seus propósitos e alinhadas com a sua missão na vida. Quando esse alinhamento é mantido, ele é holograficamente verdadeiro tanto num determinado momento como em todos os momentos da vida da pessoa.


A pessoa está imediatamente presente para as pequenas tarefas do momento e está ligada à tarefa maior que a envolve, como no modelo holográfico analisado no Capítulo 3. Essa pessoa consegue realizar a tarefa do momento no instante em que ela precisa ser feita, porque sabe como isso está ligado a todo o tempo e a toda tarefa.

 

Quando a nossa linha do hara está alinhada, você está sincronizado com o todo. Quando o seu nível hárico está saudável você vai sentir muita energia, integridade e propósito pessoal, porque você está sincronizado com o propósito universal. Nessas ocasiões é que você tem aqueles dias maravilhosos em que tudo flui harmoniosamente, como deve ser.

 

O sentimento de estar no seu hara é muito libertador. Nessa posição, não existe nenhum adversário. Depois que duas pessoas harmonizam os seus haras com o propósito universal, elas estão automaticamente alinhadas uma com a outra.

 

Seus propósitos estão ligados holograficamente. Cada propósito de cada momento liga-se a todos os propósitos imediatos e a todos os grandes propósitos de longo prazo.

 

  Por outro lado, as pessoas que assumem posições opostas talvez não possam alinhar linhas do hara porque, para fazê-lo, elas precisam estar alinhadas com o propósito universal, que não tem adversários. Qualquer um que alinhe a linha do hara entra em harmonia automaticamente com os outros que alinharam as suas linhas.

 

 



Um pouco sobre a filosofia do Hara

2° parte
hara6


Portanto, você está alinhado com o seu propósito e intenção positiva na exata medida em que você entrou em harmonia com a linha do hara. Você está alinhado com a sua intenção negativa na exata medida em que você não estiver alinhado com o seu nível hárico. Tudo isso é bastante simples.


A parte complicada é saber se você está ou não em harmonia. Se você tiver uma percepção sensorial superior desenvolvida, é possível fazer essa diferenciação usando a percepção sensorial superior para observar o campo hárico para ver se tudo está bem formado, alinhado, energizado e funcionando.


Uma outra maneira de saber isso é considerar o fato de que a pessoa que estiver em harmonia não vai discutir para saber quem está certo ou errado. A partir da perspectiva da pessoa, não existe nenhum adversário contra o qual discutir nem lutar. Se você se vir envolvido numa discussão, isso significa que você não está em alinhamento, O mesmo acontece com a pessoa com a qual você estiver discutindo, se ela reagir nos mesmos termos. Isso não significa que, estando em harmonia com seu hara, você simplesmente reconhece que a outra parte está certa e se afasta. Em vez disso, simplesmente não há nada o que discutir nem nada com que discordar. Sempre que você se vir envolvido numa discussão, a sua primeira providência deve ser concentrar-se e harmonizar-se com a linha do seu Hara. Discussões sobre quem está certo ou errado são travadas por pessoas que apresentam propósitos conflitantes dentro de si mesmas. Ou seja: parte delas está alinhada e parte não está. Esse desequilíbrio se manifesta na linha do hara. Essas partes interiores estão em conflito umas com as outras. Se usarmos os conceitos de Eu inferior, Eu superior e Eu mascarado, que mencionamos no Capítulo 1, poderíamos dizer que parte da psique poderia estar funcionando com qualquer combinação de cada um desses três aspectos. Esse é geralmente o caso. E muito raro estarmos operando totalmente a partir do nosso eu superior e, portanto, a partir de um chakra em harmonia. A discordância interior entre essas partes de nós mesmos manifesta-se no nível exterior na forma de discussão com uma outra pessoa. Nossos propósitos conflitantes também vão se materializar no mundo exterior na forma de dificuldades para criar ou realizar alguma coisa. Eles poderão se manifestar na forma de procrastinação ou de trabalho desleixado. Também poderão surgir entre duas pessoas que estejam trabalhando juntas num projeto e se manifestarem na forma de mal-entendidos, de confusão, de competição e de rompimento de contratos.


Por exemplo: se o propósito de cada pessoa for o de fazer com que um projeto seja levado a cabo da melhor forma possível, dentro do prazo e com a melhor qualidade, então isso provavelmente vai acontecer. Mas se um empregado pretende tomar o lugar do chefe, essa intenção negativa vai modificar a qualidade do trabalho e, automaticamente, prejudicar o chefe, mesmo se o empregado não tentar nada.


O Nível Hárico na Saúde e na Cura


O mesmo princípio do alinhamento com o seu propósito também é válido na saúde e na cura. Sempre que possível, você vai manter ou recuperar a sua saúde na exata medida em que permanecer alinhado com o seu propósito de manter ou de recuperar a saúde.


A distorção ao longo da linha do hara e os pontos situados ao longo dela descrevem a tremenda dor da humanidade. Essa é a dor que a humanidade sente mas não compreende. A disfunção, no nível hárico, está relacionada com a intenção e com a tarefa de vida. Muitas pessoas não chegam a saber - e muito menos a compreender - que criamos a nossa própria experiência de realidade.


Elas não compreendem a idéia de propósito ou missão de vida. Não compreendem a idéia de que as nossas intenções causam um grande efeito sobre a nossa vida. Não estão conscientes da sutil mas poderosa modificação que uma mudança de intenção causa no nosso campo áurico e no nosso fluxo de energia criativa.


Em qualquer doença séria e de longa duração, há sempre uma disfunção na linha hárica. Um curador treinado terá a capacidade de trabalhar no nível hárico para obter a cura. A cura do nível hárico implica trabalhar as questões mais profundas da intenção do paciente, incluindo o propósito em qualquer momento específico e as questões relacionadas com a missão de vida.



 

 

Aikidoista, espero que este vasto e profundo estudo de uma das mais renomadas curadoras do nosso tempo possa ter enriquecido sua bagagem e desejo que sua compreensão sobre toda vez que um Sensei diz: abaixe o Centro, observe a base, encontre o seu centro, o vértice do triângulo, expandiu o Ki, atenção para a postura, isso e mais aqueles exercícios de tremer o corpo com as palmas das mãos unidas e também qualquer aula do seu começo ao fim, tudo isso atuará no seu nível hárico, sem contudo ter a obrigação de saber isso. Entregue-se ao treino e estará expandindo a sua condução de Ki e vivendo e sendo Aikido.

 


http://www.aikidonovaera.com.br/shinbun_aiki/Textos/texto_29.htm
Tami Prestes Marçal

  Site Map