tatwastufa

Os Tatwas - as energias etéricas da Natureza. A vibração do éter. Lembre-se sempre: Tatwa é vibração do éter. Um grande sábio disse: “A vida nasceu da radiação, subsiste pela radiação e se suprime por qualquer desequilíbrio oscilatório”. Quando o espírito vence a matéria, o resultado é luz, esplendor, saúde. É necessário que conheçamos a Lei da Vibração Universal. Tudo no Universo (interior e exterior) vibra, tudo se movimenta, tudo é dinâmico. O estudo dos Tatwas é importantíssimo.

Prana, a Energia da Vida

Prana é a energia cósmica que nasce do Sol Espiritual, do Cristo Cósmico. Prana é vibração, movimento elétrico, luz, calor, magnetismo universal, vida. Prana é a vida que palpita em cada átomo e em cada Sol. Prana é a vida do éter. A grande vida, ou seja, Prana se transforma em uma substância azul intenso muito divina, e o nome dessa substância é o que os orientais chamam de Akasha. O Akasha é uma substância maravilhosa que enche todo o espaço infinito e que quando se modifica, converte-se em Éter ou magnetismo. É interessante saber que o Éter, modificando-se, converte-se por sua vez nisso que chamamos Tatwas ou energias dos elementos da Natureza. Os elementos, ou estados, da Natureza são 7, porém, os básicos são 4, conhecidos no Esoterismo como Fogo, Ar, Água e Terra.

O estudo das vibrações do éter (Tatwas) é indispensável para o estudante gnóstico por diversos motivos. Lembre-se de que os negócios, o amor, a saúde, o equilíbrio dos corpos internos etc. são controlados pelas vibrações cósmicas. Se você conhece as leis vibratórias da vida, se conhece os Tatwas, triunfará na vida, tanto interna quanto externa. No caso do dinheiro, por exemplo, recorde que o dinheiro, em si mesmo, não é bom ou mau, tudo depende do uso que se faça dele.

Existem sete Tatwas que se deve aprender a manejar para triunfar na vida. É necessário que você conheça os nomes dos tatwas.

Nomes dos Tatwas

Akasha é o princípio do éter.

 Vayu é o princípio etérico do ar.

 Tejas é o princípio etérico do fogo.

 Prithvi é princípio etéreo do elemento terra.

Apas é o princípio etérico da água.

Existem dois tatwas secretos, chamados Adhi e Samadhi, que vibram durante a Aurora e que são excelentes para a meditação interna (com eles se logra o êxtase, satori ou samadhi), a transmutação sexual e o Desdobramento Astral. Não nos estenderemos agora sobre estes Tatwas porque são de utilidade somente para estudantes já acostumados com as práticas gnósticas.

Horários Tátwicos da Natureza

Podemos sentir as diversas modificações dos Tatwas ao longo do dia. A vibração dos Tatwas começa com a saída do Sol. Cada Tatwa vibra durante 24 minutos em um período de duas horas. O primeiro Tatwa que vibra é o Akasha. Depois seguem, em ordem sucessiva, Vayu, Tejas, Prithvi e Apas. A cada duas horas mais ou menos, volta a vibrar o Akasha e se repete a sucessão dos Tatwas na mesma ordem já descrita. Observação importantíssima do GnosisOnline: Entretanto, a Natureza não segue um tempo cronológico restrito, portanto, esse tempo pode varias por inúmeras razões, tais como a estação do ano, influências lunares e solares, os ventos solares, influências planetárias (e até mesmo a aproximação gradativa do planeta Hercólobus pode influenciar o relógio da Natureza planetária).

Os Tatwas vibram de dia e de noite. É necessário identificar o momento de predominância de cada Tatwa no meio ambiente.

Propriedades dos Tatwas

É importante estudar as propriedades e influências dos Tatwas em todas as questões da vida, desde o clima até os estados de ânimo pessoais e coletivos da humanidade. Pode-se iniciar uma atividade esotérica, amorosa, social ou comercial conforme verificamos o Tatwa vigente.

Akasha: É bom, exclusivamente, para a interiorização, para a meditação, trabalhos psicológicos, mágicos etc. Aconselhamos que se ore muito nesta hora. Não marque encontro de negócios ou de amor a esta hora porque fracassará inevitavelmente. Este tatwa pode nos induzir a cometer erros gravíssimos. Se você trabalha durante este período, deve ser muito cuidadoso (os artistas devem abster-se de trabalhar no akasha, assim como os vendedores). Toda atividade “exteriorizadora” (comércio, venda, relações amorosas ou amistosas etc.) que começar em akasha tenderá ao fracasso. Este é o tatwa da morte, tanto psicológica quanto física (por isso se sabe que muitos idosos morrem no fim da madrugada e início do dia, devido a que este Tatwa tem correlação com o planeta Saturno). Entretanto, é o melhor momento para práticas de Alquimia Sexual, Pranayama egípcio, Ham-Sah, pois Akasha tende a puxar todas as energias “para dentro e para cima”. Suas cores são o violeta e o preto.

Vayu: Tudo que seja inteligência, velocidade e movimento corresponde a Vayu, o princípio do ar. Os ventos, o ar, o tráfego aéreo, o trânsito de automóveis, pesquisas sobre discos voadores, movimentos planetários, dissolução de problemas mentais etc., se acham relacionados com Vayu. Durante esses períodos, as pessoas se deleitam falando mal do próximo, enganando, roubando, fofocando etc. Geralmente, os acidentes aéreos ocorrem neste período e os suicidas são estimulados por este tatwa. Aconselhamos que não se case durante este período, porque seu matrimônio seria de curta duração. Todo tipo de negócios simples e rápidos é muito bom em Vayu, porém, os negócios complexos e de longa duração resultam em fracasso. É bom realizar trabalhos intelectuais durante este período, leituras de obras profundas, estudar para o vestibular etc.

Os grandes iogues manuseiam mentalmente este tatwa e o utilizam inteligentemente quando querem flutuar no ar, ou seja, em trabalhos Jinas e também Desdobramento Astral. Pode-se invocar os silfos e sílfides do ar, também os gênios e anjos do elemento Ar (tabela abaixo). Ehecatl, grande Deus do Movimento, ajudou Jesus no processo de teletransporte de seu corpo na tumba. Parvati é o supremo Reitor do Templo dos Ventos, onde se reúnem os Devas dos furacões, os grandes líderes dos silfos etc.

Tejas: É quente porque é o princípio etérico do fogo e seu Regente planetário é Samael, rei dos vulcões e do planeta Marte. Durante o período em que este Tatwa está em atividade, sentimos mais calor, o ambiente é seco (os videntes afirmam que descem sobre o meio ambiente onde de fogo etérico, afastando a umidade. Sugere-se banhar com água fria em Tejas e não se resfriará jamais. Não discuta com ninguém nos horários ou dias em que estiver predominando Tejas porque as consequências podem ser graves. Deve-se aproveitar o tempo de Tejas para se trabalhar intensamente. Não se case neste Tatwa porque terá constantes desavenças com o cônjuge. As explosões e os acidentes mais terríveis acontecem neste período do Tatwa Tejas. E se possível, não faça cirurgias médicas ou dentárias, pois haverá hemorragias.

Apas: É o principio da água e o oposto de Tejas (fogo). Esse Tatwa é maravilhoso para a compra de mercadorias. É também ótimo para os negócios e você pode conseguir muito dinheiro se souber aproveitar este Tatwa. Comece uma entrevista de emprego em Apas, venda em Apas. Converse amistosamente com seu cônjuge ou dialogue com seu parceiro em Apas. As viagens por vias aquáticas em Apas resultam boas. As chuvas que começam em Apas costumam ser muito longas e fortes. O Tatwa Apas opera concentrando e atraindo.

Prithvi: Este é o Tatwa do êxito na vida. Se você quer triunfar nos negócios, faça-os em Prithvi. Se quiser ter boa saúde, coma e beba em Prithvi. Os casamentos que se realizam em Prithivi se fazem felizes para toda a vida. Toda festa, toda conferência, todo negócio, todo encontro que forem realizados em Prithvi serão um êxito completo. Prithvi é amor, caridade, benevolência, alegria, bem-estar, frescor. É o princípio magnético da Terra.


Prática para Iniciantes

Ore ao Ser Divino pedindo orientação precisa. Sente-se diante de uma mesa de frente para o Leste, apoie os cotovelos sobre a mesa e proceda da seguinte maneira: introduza os dedos polegares de ambas as mãos nos ouvidos; cubra suavemente os olhos com os indicadores, com os dedos médios feche as fossas nasais e com os dedos anulares ou mínimos sele os lábios. Inale lentamente contando até 20. Retenha o alento e conte de 1 a 20. Exale lentamente contando de 1 a 20. É necessário retirar os dedos das fossas nasais para inalar e exalar, porém durante a retenção do alento, os dedos médios devem fechá-las hermeticamente.

É necessário que durante a retenção do alento você procure ver os Tatwas com o terceiro olho. O terceiro olho situa-se entre as sobrancelhas. No início, você não verá nada, porém, depois de algum tempo, poderá vê-los e reconhecê-los pelas suas cores: Akasha é preto/violeta e seu planeta é Saturno. Vayu é azul-verdoso e seu planeta é Mercúrio. Tejas é vermelho como o fogo e seu planeta é Marte. Prithivi é amarelo-dourado e seu planeta é o Sol, embora Júpiter também influencie. Apas é branco e seus planetas são Vênus e a Lua.

A Força Vital dos Alimentos

Há um ritual hindu antigo, chamado Ritual do Pancatatwa. Esta palavra significa As 5 Energias Vitais (Panca, Penta = Cinco; Tatwa = Energia Vital). O estudante gnóstico pode praticar esse ritual, que na verdade vem a ser uma relação harmoniosa com os alimentos que consumimos no dia a dia, e que devem ter uma qualidade superior, ou Sátvica.

Nós, estudantes gnósticos, temos de nos definir pelo Ser ou pelo Não Ser da Filosofia. A Gnose é o fundamento no qual se originam todos os ramos do saber, portanto, ela em si mesma tem o direito pleno de encarnar o Ser.

O ser humano constitui-se de um organismo que recebe e transforma muitos tipos de energia, e nos referimos neste artigo a três alimentos básicos que dão origem em nós às energias com as quais nutrimos nossa estrutura física e interna.

A Semente para criar nossos corpos solares devemos selecioná-la em nossos alimentos físicos (comida saudável, sátvica), gasosos (exercícios respiratórios, pranayamas) e impressões mentais (músicas, cores, impressões sociais etc.).

Quando o corpo está nutrido com alimentos sãos, também as glândulas endócrinas começam a gerar melhores tipos de energias, e deste modo os hormônios darão um melhor funcionamento da Força Vital de cada pessoa.

Cada um dos alimentos que consumimos diariamente tem relação com os Tatwas, e estes são vibração, como veremos abaixo.

Os Tatwas na Alimentação

Este Ritual, chamado de Pancatatwa é o ritual da alimentação sátvica.

A oração, a meditação, a contemplação, o Arcano AZF, relacionam-se com o Tatwa Akash.

As frutas se relacionam com o Tatwa Vayu.

A carne está relacionada com o Tatwa Tejas (por termos ainda os elementos egoicos indesejáveis internamente, este Tatwa ativa a luxúria, com a ira e com algumas emoções ou instintos negativos).

Os cereais, verduras e hortaliças relacionam-se com o Tatwa Prithvi. O pescado está relacionado com o Tatwa Apas, o elemento água, que nos dá a harmonia, a paz. O Tatwa Akasha relaciona-se com o vinho e o sexo por ser o elemento que se encontra na primeira escala como desdobramento do Causal e tem relação com a Mãe Kundalini, o princípio cósmico de criação nos elementos. Vayu, o ar, relaciona-se com o Centro Motor. Tejas, o fogo, relaciona-se com o Cérebro Pensante. Prithvi, a terra, relaciona-se com o Centro Instintivo. Apas, a água, relaciona-se com o Centro Emocional.

Essa ordem de coisas nos permite compreender que é necessário ter um ordenamento em nossa forma de nos alimentarmos para podermos ter domínio de nossos estados interiores. Com a meditação e a oração, entramos em harmonia com Akasha; com a inspiração e a meditação entramos em harmonia com Tejas; com a atividade, as runas e os exercícios estamos em harmonia com Prithvi e Vayu; com a música clássica, a leitura agradável e o prana entramos em harmonia com Apas.

Utilizamos o Ritual Pancatatwa para uma melhor alimentação. Pancatatwa é um culto à Mãe Divina utilizando-se os cinco elementos naturais, dos quais extrairemos equilibradamente a Shakti Potencial, que nos dará uma alimentação para melhorar nossa Semente Sexual. Tais elementos dividem-se em:

Fogo (Mamsa) – Carne vermelha.

Ar (Madsya) – Aves, açúcar das frutas e hortaliças etc.

Água (Madya) – Pescado (de escamas), frutos do mar, mariscos.

Terra (Mudra) – Cereais, arroz integral, girassol, trigo, trigo-sarraceno, milho, verduras, tubérculos etc.

Akasha (Maithuna) – Mel, vinho e Arcano AZF.

Os gnósticos (solteiros e, principalmente, os casais) devem de vez em quando realizar um ágape místico (ou jantar ritualístico) alimentando-se com as comidas acima mencionadas. Pode-se arranjar a mesa de jantar (que podemos chamar de Altar Tátwico) de forma que tenha harmonia e beleza, usando-se uma toalha limpa, preferivelmente branca, um jarro com flores, com um ambiente agradável à vista e ao olfato; estar em harmonia tanto física quanto espiritualmente. Observar que esta agradável refeição será um ritual para o Sacratíssimo Espírito Santo e para a Mãe (em sua expressão Shakti, ou Mãe Natura). E os alimentos que serão servidos terão um pouco de cada um dos 5 Elementos.

Antes do jantar agradável, deve-se orar e dar graças pelos alimentos que serão consumidos e pronunciar o mantra Krim por sete vezes. E em seguida, ingerir as porções ligadas aos 5M de acordo com o gosto culinário de casa pessoa ou família (os alimentos dos 5M podem ser preparados conforme cada gosto, como assados, cozidos, saladas, tortas etc.).

A chave está em respirar, pensar e comer positiva e conscientemente e, acima de tudo, de forma natural e prazerosa. Todos os estudantes de Cabala Esotérica devem se familiarizar com os elementais atômicos contidos nos alimentos dos 5M.

Este ritual com os alimentos do Pancatatwa são ideais para o casal gnóstico ter mais êxito em suas práticas de “transmutação do chumbo em ouro sobre a cordilheira central” (a espinha dorsal). Ao final desta alimentação, até a mais insensível personalidade sentirá uma leveza, um bem-estar e uma sensação agradável, como se o corpo físico (e os internos) foram carregadas com as bênçãos supremas do Pai e da Mãe Internos.

Todo o Trabalho que se está ensinando é relacionado com a prática tântrica da Nona Esfera, esta é a Linguagem Cabalística que se usa na Loja Branca. O segredo é o Arcano AZF, que transforma a Lua em Sol.

Com o Pancatatwa se alimenta a Energia Criadora do Terceiro Logos, para que o Sacramento da Igreja do Amor se aperfeiçoe cada vez mais.

Prática com os Tatwas Internos, ou Elementais Atômicos do Corpo

Outra sugestão de prática com os Tatwas é o trabalho com os Elementais Atômicos de nosso corpo.

Conforme a tabela abaixo, mentalize a cor correspondente ao Tatwa na região do corpo físico controlada pelos elementais atômicos. E após invocar o Gênio Elemental para curar e regenerar essa área do corpo, vocalize o mantra tátwico. Por exemplo, se quiser regenerar a área controlada pelos elementais do Akasha conhecidos como Punctas do Éter, invoque o Gênio Sudashiva. Em seguida, mentalize a cor violeta no cérebro enquanto mantraliza a sílaba Ha diversas vezes. E assim sucessivamente com os outros Tatwas em todo o seu corpo.

Tabela dos Tatwas

 

AKASHA

Elemento: Akasha
Tatwa:
Akasha
Cores: Negro/Violeta
Gênios Elementais: Indra (exterior) e Sudashiva (elementais atômicos)
Mantra: Ha
Planeta: Saturno
Governa: Do entrecenho à cabeça
Elementais: Punctas
Dia da semana: Sábado
Corpo: Causal

 AR

Elemento: Ar
Tatwa: Vayu
Cor: Azul
Gênios Elementais: Pavana (exterior) e Ishwara (elementais atômicos)
Mantra: Ya
Planeta: Sol e Mercúrio
Governa: Do entrecenho ao coração
Elementais: Silfos e Sílfides
Dia da semana: Segunda e quarta
Corpo: Astral

 FOGO

Elemento: Fogo
Tatwa: Tejas
Cor: Rojo
Gênios Elementais: Agni (exterior) Rudra (elementais atômicos)
Mantra: Ra
Planeta: Marte
Governa: Do coração ao sexo
Elementais: Salamandras
Dia da semana: Quinta
Corpo: Mental

 ÁGUA

Elemento: Água
Tatwa: Apas
Cores: Branco e Verde
Gênios Elementais: Varuna (exterior) e Narayana (elementais atômicos)
Mantra: Va
Planeta: Vênus e Lua
Governa: Do sexo aos joelhos
Elementais: Ondinas e Nereidas
Dia da semana: Domingo e terça
Corpo: Vital

 TERRA

Elemento: Terra
Tatwa: Prithvi
Cor: Amarelo
Gênios Elementais: Kitichi (exterior) Brahma (elementais atômicos)
Mantra: La
Planetas: Sol e Júpiter
Governa: Dos joelhos aos pés
Elementais: Gnomos e Pigmeus
Dia da semana: Sexta
Corpo: Físico

Símbolos dos Tatwas para se Usar Durante as Práticas

Texto retirado do Site:http://www.gnosisonline.org/textos-especiais/tatwas-as-energias-etericas-da-natureza/

 

  Site Map